Seminário de BOTS e I.A.

5 mitos sobre a IA que a sua empresa precisa conhecer

Para gerar valor, os líderes devem entender completamente como a IA funciona e onde estão suas limitações.

Em algum lugar entre alguns exageros – desde a crença de que a IA irá dominar o mundo até a que ela não é tão importante para os negócios –, reside a verdade sobre essa tecnologia. É essa a visão defendida pelo Gartner, uma das maiores consultorias do mundo. “Líderes de negócios geralmente ficam confusos sobre o que a IA pode fazer por sua empresa”, afirma Alexander Linden, vice-presidente de análise da empresa. “Isso é compreensível, pois existem muitas definições e variantes de IA presentes no discurso geral”.

No entanto, a empresa defende a necessidade de compreender como a IA pode criar valor para cada negócio. Por isso, identificou cinco mitos e concepções erradas sobre a IA. Confira abaixo.

1º mito: Inteligência Artificial funciona como o cérebro humano

Segundo o Gartner, a IA, seu estado atual, consiste em ferramentas de software focadas apenas em solucionar problemas. Portanto, por mais espertas que as IAs possam parecer, seria irrealista pensar que elas são semelhantes à inteligência humana. A IA hoje resolve uma tarefa extremamente bem mas, se as condições da tarefa mudarem apenas um pouco, ela tende a falhar.

2º mito: As máquinas inteligentes aprendem sozinhas

Graças ao machine learning, existe a impressão de que as máquinas aprendem sozinhas. Porém, a verdade é que cientistas de dados humanos estruturam o problema, preparam os dados, determinam conjuntos de dados apropriados, removem potenciais vieses nos dados de treinamento e, principalmente, atualizam continuamente o software para permitir a integração de novos conhecimentos e dados.

3º mito: A IA pode ser 100% objetiva

Toda tecnologia de IA é baseada em dados, regras e outros tipos de informações obtidas por especialistas humanos, por isso, é natural que eventuais vieses humanos sejam transferidos para a IA. A respeito disso, o vice-presidente de análise da empresa afirma que, além de soluções tecnológicas, como diversos conjuntos de dados, é crucial garantir também a diversidade nas equipes que trabalham com a IA e fazer com que os membros da equipe revisem o trabalho uns dos outros. “Esse processo simples pode reduzir significativamente o viés de seleção e confirmação ”, explica.

4º mito: A IA só irá substituir empregos mundanos

A IA permite que as empresas tomem decisões mais precisas por meio de previsões, classificações e agrupamentos. Essas habilidades permitiram que soluções baseadas em IA se tornassem mais frequentes em ambientes de trabalho – não apenas substituindo tarefas comuns, mas também aumentando as mais complexas. Porém, é preciso reforçar que esses recursos não eliminam o envolvimento humano nas tarefas.

5º mito: Meu negócio não precisa de uma estratégia de IA
Cada organização deve considerar o potencial do uso da IA em sua estratégia e investigar como essa tecnologia pode ser aplicada aos problemas de negócios da organização. “Mesmo que sua atual estratégia de inteligência artificial seja ‘sem inteligência artificial’, isso deve ser uma decisão consciente baseada em pesquisa e consideração. E, como em qualquer outra estratégia, ela deve ser periodicamente revisitada e alterada de acordo com as necessidades da organização ”, afirma o vice-presidente de análise do Gartner

Top
X

Desejo receber novidades e notícias do Grupo Padrão e parceiros.


X